quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

Balanço Megafônico de 2010 ...

O Ano de 2010 foi um ano prolífico. A Megafônica provou ser um agente fomentador da cena, não só trazendo grandes nomes da musica independente como Nevilton (PR), mas também promovendo a circulação de bandas locais que começam a despontar, mostrando a nova cara do Rock paraense.

No Festival Quebramar, os poderosos do Paris Rock e os badalados The Baudelaires, mostraram serviço, fazendo ótimos shows e angariando novos fãs em Macapá. Teve a Terça Acústica no pub Garota da Brás, em que as bandas puderam mostrar uma nova roupagem em suas musicas: Destaque para o La Orchestra Invisível que se encaixou perfeitamente nessa proposta. Teve também O Megafônica Especial The Beatles, que mostrou as bandas agenciadas tocando os clássicos do quarteto de Liverpool, numa noite inesquecível.

Mas a maior vitória do ano foi o Primeiro Festival Megafônica, que reuniu um cast de primeira: Tereza, Brow-Há, Minibox Lunar, Black Drawning Shalks, e Até o Argentino Projecto Gomez. Ainda teve o Pocket Show Megafônica e uma Mostra de Curtas e Docs no Cine Olímpia. Saldo do Festival: Super Positivo.

Ainda nos destaques do ano: Dharma Burns no Grito Rock Cuiabá e Brasília, e ainda de quebra o V Festival Serasgum, junto com a Paris Rock. Esse também foi o ano dos “Bauds” que tiveram seu ábum School Days eleito um dos melhores de 2010, no blog Warehouse. Teve Vinil Laranja no GR Rondônia, além do merecido destaque no Compacto Rec de Dezembro. Que venha 2011 com muitas novidades!

Um comentário:

Giovanni disse...

já que levaram Dharma Burns pra Cuiabá, que tal trazer Macaco Bong pra Belém?